Processos Seletivos Especiais da UFPA tem quase 9 mil inscritos

Foto: Mácio Ferreira

Um total de 8.898 candidatos inscreveu-se para os Processos Seletivos Especiais (PSEs) da Universidade Federal do Pará (UFPA) com concorrência diferenciada para indígenas, quilombolas e para os cursos de Etnodesenvolvimento e Educação do Campo, ambos ofertados no interior do Estado, os quais também têm público específico. Os certames encerraram seus prazos de inscrição no dia 1º de outubro. O Centro de Processos Seletivos (Ceps) divulgou o balanço de inscritos nesta sexta-feira, dia 3.

Educação do Campo – A maior demanda foi no Processo Seletivo Especial 2014-6 (PSE 2014-6), voltado ao curso de Educação do Campo, que teve um total de 6.171 inscritos, divididos pelos campi de Abaetetuba, com 1.864 inscritos, Altamira (1.178), Belém (793), Bragança (4), Breves (31), Cametá (2.146), Castanhal (71), Soure (3) e Tucuruí (81). A página de acompanhamento do certame está disponível aqui.

O PSE-6 oferta 350 vagas para o curso de Graduação em Educação do Campo, sediado nas cidades de Abaetetuba, Acará, Anapu, Brasil Novo, Vila do Carmo/Cametá, Limoeiro do Ajuru, Mocajuba, Placas e Senador José Porfírio. A graduação é voltada para candidatos que já atuam como educadores em áreas rurais, mas não possuem qualificação de nível superior, e ainda para candidatos que vivem e/ou pertencem a comunidades do campo, conforme definição do edital do concurso. O objetivo é formar educadores para atender a demanda por docentes para o exercício da profissão desde os anos finais do ensino fundamental até o ensino médio das redes de ensino.

Indígenas, quilombolas e comunidades tradicionais – Dentre os candidatos indígenas, houve 958 inscrições para cursos ofertados em Belém. As inscrições de quilombolas somaram 1.553, sendo 978 para o campus de Abaetetuba, 467 para o Campus de Cametá e 108 para o Campus de Soure. O curso de Etnodesenvolvimento, ofertado em Altamira, teve 216 inscrições. Esses são os números referentes ao Processo Seletivo Especial 2014-7 (PSE 2014-7), cuja página de acompanhamento está disponível aqui.

Pelo PSE-7, a Federal do Pará oferta 320 vagas para estudantes oriundos de comunidades indígenas e outras 320 para os que vêm de comunidades quilombolas. Esse número equivale a quatro vagas a mais a serem criadas em cada um dos 160 cursos de graduação que terão início em 2015. O concurso também oferta 45 vagas para o curso de Graduação em Etnodesenvolvimento que funciona no campus da Universidade em Altamira. Para esta graduação, podem se candidatar estudantes vindos de comunidades tradicionais, o que inclui, além de indígenas e quilombolas, também ribeirinhos e outras comunidades.

Datas importantes – O cartão de inscrição para ambos os processos seletivos será disponibilizado para os candidatos a partir do dia 9 de outubro. O PSE 2014-6 terá uma prova objetiva e de redação no dia 19 de outubro, das 14h às 18h. Na mesma data, ocorre a entrega do questionário documental e pessoal acompanhado de documentos comprobatórios. Já o PSE 2014-7, terá apenas prova de redação, também no dia 19 de outubro, das 14h às 18h. Esse ano, o concurso extinguiu a prova de conhecimentos gerais, a fim de facilitar o acesso das comunidades tradicionais ao ensino superior. Esses candidatos também passam por etapa de entrevistas, agendadas para os dias 27, 28 e 29 de novembro.

Texto: Jéssica Souza e Glauce Monteiro – Assessoria de Comunicação da UFPA
Foto: Mácio Ferreira

http://www.portal.ufpa.br/imprensa/noticia.php?cod=9573

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s